No Mira - Quinta Nómada - YERG de João Dias

Dia 23 março a partir das 21h30 o Mira vai ser palco do Solo de dança Yerg de João Dias. Contribuição para o espetáculo: 5 ritmos FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA Área: Dança, Performance Criação, interpretação, figurino, texto e desenho de luz: João Dias Apoio de voz: Nuno Preto Apoio: Companhia Instável, Teatro Municipal do Porto Duração (aproximada, extensível): 20 minutos Agradecimentos: Mara Andrade, Marco Ferreira, Luísa Reis, Alexandre Pacheco, Joana Von Mayer Trindade, Francisco Ribeiro Mourão, Gentil Dias, Carmo Dias, Beatriz Dias, André de Campos, João Rola Classificação etária: M16  Fotografia: José Caldeira  Teaser e vídeo: Alexandra Ramos, João Oliveira  Música: “I feel like a woman”, Shania Twain  O evento enquadra-se na iniciativa "Quintas Nómadas" que se iniciaram em Setembro de 2016 e acontecem todos os meses sempre às 5ª feiras, no MIRA, em horário e espaço “nómadas” abordando linguagens artísticas diversas, improváveis e em constante mutação. As “Quintas Nómadas” são dedicadas essencialmente às artes performativas com a programação de Hugo Cruz.  Biografias Hugo Cruz Programador cultural, professor na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo - Porto, cofundador da PELE e da Nómada_Art & Public Space, investigador do Instituto de Estudos de Literatura Tradicional – Universidade Nova de Lisboa. Criador de diversos espetáculos apresentados no âmbito do Festival Imaginarius, FITEI, Manobras, Capital Europeia da Cultura 2012, TNSJ, Casa da Música, TNDMII, Teatro São Luiz, entre outros. Foi Diretor Artístico do Imaginarius - Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira. Consultor Artístico no âmbito da programação de rua do Festival de Teatro de Almada, curador da Mostra de Criação Contemporânea Portuguesa (Brasil) e no Festlip (Rio de Janeiro). Consultor no âmbito do Programa de Desenvolvimento Humano - Fundação Calouste Gulbenkian. Leciona com frequência em diversas instituições nacionais e estrangeiras e publica no âmbito das Práticas Artísticas Comunitárias e Criação Artística e Espaço Públic.. Coordenador do livro “Arte e Comunidade” editado pela Fundação Calouste Gulbenkian. Director de Artes Performativas da galeria MIRA FORUM. João Dias Iniciou a sua atividade como médico em 2014, após concluir o mestrado integrado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto em 2013. Actualmente no Internato Médico de Medicina Geral e Familiar no Porto. Bailarino desde 2001, com formação em hip-hop, jazz, house, flying low, teatro físico e dança contemporânea. Cocriador e intérprete das peças Nós – isto é o meu corpo, de André Mesquita (projecto com a comunidade de Viseu); A Ballet Story, de Victor Hugo Pontes, uma coprodução Nome Próprio/Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012 (estreia no Guidance 2012); Agora vejo-me debaixo de mim mesmo, (estreia nos Palcos Instáveis, Teatro do Campo Alegre) e Untitled # .1981 (Laboratório de Criação Coreográfica da Companhia Instável/Teatro do Campo Alegre), de Helena Oliveira e Psicanálise, da companhia de dança LABU (estreia no Festival Inserir 2011 - Porto; Mais Imaginarius 2012). Cocriador com Diana Carneiro das peças Mr. Shimokawa (Mais Imaginarius 2013 – Santa Maria da Feira) e Desencarne (Mostra desNORTE 2014 – Porto). Criador e intérprete do solo Um grande cinzento (estreia na Mostra desNORTE 2015 – Porto). Intérprete da performance/instalação ONE by 1 (estreia na Mala Voadora – Porto, 2015), de Ana Renata Polónia e Nuno Pimenta. Experiência prévia como professor de dança contemporânea e hip-hop.
BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Newsletter

JF Campanhã