As vacinas salvam Vidas

A vacinação contra a gripe é fortemente recomendada para os seguintes grupos prioritários:
- Pessoas com idade igual ou superior a 65 anos;
- Doentes crónicos e imunodeprimidos, com 6 ou mais meses de idade (Quadro II);
- Grávidas;
- Profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados;
- Pessoas incluídas nos contextos definidos no Quadro III do Anexo.
Aconselha-se também a vacinação das pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos.
A vacina deve ser administrada durante o outono/inverno, de preferência até ao fim do ano civil.
 

 

 

::Operacionalização
>Vacinação gratuita
A vacina contra a gripe é gratuita, no Serviço Nacional de Saúde, para os grupos descritos em detalhe no Quadro III do Anexo. As situações que necessitam de apresentação de declaração médica referindo a inclusão nos grupos de risco para vacinação gratuita também estão assinaladas no Quadro III.
As vacinas gratuitas são maioritariamente administradas nos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES)/ Unidades Locais de Saúde (ULS). Os procedimentos para a vacinação das pessoas residentes em instituições, com apoio domiciliário ou internadas em unidades de saúde, dos bombeiros, dos reclusos e dos guardas prisionais são definidos a nível regional/local.
 
>Vacinação não gratuita
Para as pessoas não abrangidas pela vacinação gratuita, a vacina contra a gripe é dispensada nas farmácias comunitárias através de prescrição médica, com comparticipação de 37%1.
As receitas médicas nas quais seja prescrita, exclusivamente, a vacina contra a gripe, são válidas até 31 de dezembro do corrente ano2.
 
>Vacinação de profissionais
A vacinação dos profissionais cuja atividade resulte num risco acrescido de contrair e/ou transmitir gripe (Quadro I do Anexo) segue os critérios definidos pelos respetivos Serviços de Saúde Ocupacional. Os encargos resultantes desta vacinação são da responsabilidade da entidade empregadora (pública ou privada), excepto para os profissionais referidos no Quadro III do Anexo.

JF Campanhã