Dança no Auditório de Campanhã

"Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional"
Vera Mantero
Dança, 55 minutos, M/12

Espetáculo com lotação limitada. É obrigatório o levantamento de bilhete gratuito (máximo 2 por pessoa) no local, a partir de 2 horas antes do seu início.
“Os Serrenhos do Caldeirão, exercícios em antropologia ficcional”, de Vera Mantero, resulta de um trabalho sobre a desertificação e a desumanização da Serra do Caldeirão, no Algarve.
Realizada no âmbito do Festival Encontros do Devir, da DeVIR, em 2012, a peça está povoada de vozes que vêm de longe e que nos oferecem um olhar sobre as práticas de vida tradicionais e rurais e o conhecimento das culturas orais de todo o país, fazendo referência às de outros países e continentes também como, por exemplo, os índios da América do Sul, referidos por Eduardo Viveiros de Castro.
Vera Mantero cruza as suas próprias imagens em vídeo com as recolhas em filme do antropólogo Michel Giacometti, sobretudo aquelas que realizou em torno das canções de trabalho, construindo um “retrato alargado” sobre os povos que possuem uma sabedoria na ligação entre corpo e espírito e entre quotidiano e arte. Uma sabedoria que perdemos, mas que ainda podemos e devemos recuperar.
Concepção e interpretação: Vera Mantero
Desenho de luz: Hugo Coelho
Captura de imagens e elaboração de guião para o vídeo: Vera Mantero
Montagem vídeo: Hugo Coelho
Excertos vídeo da Filmografia Completa de Michel Giacometti: Salir (Serra do Caldeirão), Cava da Manta (Coimbra), Dornelas (Coimbra), Teixoso (Covilhã), Manhouce (Viseu), Córdova de S. Pedro Paus (Viseu) e Portimão (Algarve)
Excertos de textos de Antonin Artaud, Eduardo Viveiros de Castro, Jacques Prévert e Vera Mantero
Residências Artísticas: Centro de Experimentação Artística - Lugar Comum/Fábrica da Pólvora de Barcarena/Câmara Municipal de Oeiras e DeVIR/CaPA/Faro
Co-produção: DeVIR/CaPA
Produção: O Rumo do Fumo
Agradecimento: Editora Tradisom
Este projeto foi uma encomenda dos Encontros do DeVIR da DeVIR/CAPa
O Rumo do Fumo é uma estrutura financiada pelo República Portuguesa - Cultura | DGArtes - Direcção Geral das Artes
O espetáculo será realizado caso as regras impostas nesse período assim o permitam, e sempre seguindo as normas de segurança impostas pela DGS em vigor à altura do espetáculo.

2020
Auditório Junta de Campanhã